Recomendações

(5)
Euclides Araujo, Advogado
Euclides Araujo
Comentário · há 3 anos
Nobres colegas, não obstante ao teor do texto, segundo consta na lei, você não é obrigado a dar gorjeta. Na teoria é perfeita a colocação, contudo, na prática será outra historia, o cidadão acabará sendo obrigado a dar a denominada gorjeta, conforme ocorre com os flanelinhas, você não é obrigado a pagar, contudo, é forçada por meio de intimidação ou extorsão. Nada impedirá aos estabelecimentos de embutir esta gorjeta nos produtos vendidos, como você vai saber? Quando vamos a um estabelecimento deste, vamos consumir e pagar, inclusive um preço às vezes até superfaturado, a obrigação do estabelecimento é prestar um bom serviço conforme determina o CDC. Então, por qual motivo, deve-se voluntariamente dar uma gorjeta? Se o estabelecimento é obrigado a prestar um bom serviço, você não esta pedindo nenhum favor, como também, não é sócio do estabelecimento. Por outro lado, é óbvio, se você não der a gorjeta, não terá um bom serviço prestado, como também, poderá se tornar uma figurinha carimbada, pois nada impede que o garçom ou o gerente do estabelecimento pratiquem alguma retaliação contra o cliente em nome do corporativismo da classe, ou seja, nas entrelinhas desta historia da norma em vigor, acabará o cidadão sendo obrigado de forma involuntária a dar a denominada gorjeta, criando-lhe mais um custo na despesa. Acredito que o governo ao imiscui-se nesta área, mitigou a oferta de gorjeta é a minha humilde opinião. Vamos ver o que acontece no decorrer desta historia.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Marcia

Carregando

Marcia Thiely

Entrar em contato